Top 10 Melhores Trilhas Sonoras dos Anos 80

80s-Room-Wall
Como metade da galera que cresceu na década de 90, boa parte das coisas que eu assistia e ouvia eram dos anos 80. Eu até poderia atribuir a nostalgia o quanto eu gosto e prefiro os filmes e a música da década perdida, mas o fato é que muitas das coisas feitas na época eram melhores mesmo, mesmo que de um jeito meio trash. E como estou numa vibe meio BuzzFeed, e no meu playlist recentemente só toca Best of dos anos 80 e alguns Raps das antigas resolvi fazer uma lista com as minhas trilhas sonoras favoritas dos anos 80. Então se prepara que lá vem velharia… !!!

10. Prince – Batdance (Batman, 1989)

Você já dançou com o diabo sob a luz do luar?

Só mesmo um herói como Batman, pra ter num mesmo filme dois temas tão marcantes. Pra muitos fãs do Morcegão, a trilha composta por Dany Elfman é o tema definitivo do personagem (a música era de fato tão boa, que foi usada no famoso desenho da década de 90), mas tem como não gostar do álbum feito pelo Prince para o filme de 1989? Sempre que me lembro do Batman do Tim Burton é essa a música que me vem à cabeça. Por mais que eu goste da trilogia do Nolan, e torça para Ben Affleck viva um bom Cavaleiro das Trevas nos próximos filmes, não tem nada mais legal quanto a Gotham do Burton e Batdance.

09. Simple Minds – Don’t You (Forget About Me) (O Clube Dos Cinco, 1985)

Simplesmente um dos melhores filmes sobre adolescentes já feito. O diretor e roteirista John Hughes marcou a infância de muita gente com clássicos como a Curtindo A Vida Adoidado, Garota de Rosa Shocking, Mulher Nota Mil e Gatinha e Gatões. Mas acho que nenhum teve a mesma profundidade e honestidade de O Clube dos Cincos. O longa sobre cinco adolescentes que tem que passar um sábado inteiro juntos na detenção, é a prova de que bons diálogos é o que tornam filmes realmente interessantes. O filme, que desconstrói os estereótipos da adolescência, se passa praticamente em um único cenário. A música Don’t You (Forget About Me) do Simple Minds, uma das poucas que tocam durante todo o filme, é um clássico, e encaixa perfeitamente na temática da história. Sem contar que ela é uma daquelas que grudam na cabeça e não saem mais.

08. Stan Bush – Fight To Survive (O Grande Dragão Branco, 1988)

O Grande Dragão Branco é um dos melhores filmes de ação dos anos 80, e na minha opinião é o melhor da carreira do Van Damme. Baseado na história do lutador Frank Dux, o longa tem um dos mais icônicos vilões de filmes de arte marciais: Chong Li, vivido pelo chinês Bolo Yeung. Cheio de frases de efeito (Tijolo não revida!), o cara é sem dúvida um dos destaques do filme. Como se não bastasse ter algumas das cenas mais legais de porradaria dos anos 80, o filme ainda tem uma trilha sonora original sensacional, composta por Paul Hertzog, que poderia muito bem fazer parte do universo de Street Fighter ou Final Fight. Mas a minha favorita mesmo é Fight To Survive do Stan Bush. Qualquer música que comece com My body is ready já merece meu respeito. Além da melodia bem ao estilo da época, tem um dos refrães chicletes mais contagiantes de todos. Kumite! Kumite! Kumite!

07. Patrick Swayze – She’s Like The Wind (Dirty Dancing, 1987)

Sim, eu gosto de Dirty Dancing. E não, não tenho vergonha de admitir isso (Ninguém deixa a Baby no canto). Embora todo mundo sempre se lembre desse filme por conta de (I’ve Had) The Time of My Life e a dança no final, a minha música favorita do filme é She’s Like The Wind do próprio Patrick Swayze. Acho que é a música melhor sintetiza as baladas da década: letra melosa, riff de teclado, solo de saxofone, e coral cantando junto no final. Mais anos 80 do que isso impossível.

06. Gerard McMahon – Cry Little Sister (Os Garotos Perdidos, 1987)

Antes dos anos 2000 os transformarem em sonho de consumo de milhares de meninas ao redor do mundo, os vampiros eram personagens assustadores. E rendiam histórias legais pra cacete, como a dos descolados chupadores de sangue de Os Garotos Perdidos. Esqueçam as sequências descartáveis que saem direto em DVD de tempos em tempos. O original é ao lado de a Hora do Espanto um dos melhores filmes de vampiro da década.

Dirigido por Joel Schumacher, o homem responsável por arruinar a franquia Batman no cinema, e com um Kiefer Sutherland em início de carreira, o longa é um dos meus filmes de terror adolescente favorito dos anos 80. Acho incrível como Cry Little Sister consegue captar perfeitamente o clima dark do filme. A música tem uma pegada soturna, e o coro no refrão é sensacional (thou shall not fall/ thou shall not die). Ótimo filme, ótima trilha sonora.

05. Morris Day & The Time – Jungle Love (Purple Rain, 1984)

Written by God herself and handed down to the greatest band in the world: The motherfucking Time!”. A frase do Jay em O Império (do Besteirol) Contra-Ataca é a melhor definição para essa música. Purple Rain pode não ser o melhor filme da década (mesmo sendo um clássico), mas sem dúvidas tem uma das melhores trilhas sonoras da época. When Doves Cry, The Beautiful Ones e a própria Purple Rain, são ótimas, e estão entre minhas músicas prediletas do Prince. No entanto, minha música favorita do filme não faz parte do álbum oficial. Morris Day faz o rival (?) estiloso do Prince no longa, e tem as melhores falas, e canções do filme. Jungle Love é um funk/groove da melhor qualidade, daqueles impossíveis de ouvir e ficar parado. Ouçam e digam se estou mentindo.

04. Robert Tepper – There’s No Easy Way Out (Rocky IV, 1985)

Eu ainda lembro quando um amigo meu me mostrou essa música e me disse que essa era a trilha sonora definitiva da franquia Rocky. Não tive como discordar. Mesmo não sendo tão conhecida quanto Eye of The Tiger e Gonna Fly Now, a canção do Robert Tepper se tornou a minha música favorita da série desde então. E olha que Living In America do James Brown também está presente em Rocky IV. A música por si só já é boa pra cacete, mas ela ainda se destaca por ser a trilha de uma das melhores montagens da história da série (quiça dos anos 80!), quando Rocky ainda abalado pela morte de Apollo Creed (o Doutrinador) resolve desanuviar as ideias dando uma volta de carro, até que finalmente decide enfrentar o Ivan Drago. Clássico, simplesmente clássico!

03. Glenn Frey – The Heat Is On (Um Tira da Pesada, 1984)

Antes de só estrelar comédias meia boca como Norbit, O Grande Dave ou As Mil Palavras, Eddie Murphy era sinônimo de diversão garantida. Eu perdi a conta de quantas vezes assisti Um Príncipe em Nova York, O Rapto do Menino Dourado, 48 Horas e Trocando as Bolas. Mas sem dúvida, o filme mais marcante da carreira do Murphy é Um Tira da Pesada. Axel Foley é um dos melhores, e mais engraçado herói de ação dos anos 80. A trilogia inteira é muito boa, e o tema oficial da série é uma das batidas mais conhecidas da época. Diz a verdade, o saxofone de The Heat Is On não é uma das coisas mais contagiantes que você já ouviu? Só de ouvir já dá vontade de sair cantando… Oh-wo-ho, oh-wo-ho!

02. Tina Turner – We Don’t Need Another Hero (Mad Max – Além da Cúpula do Trovão, 1985)

Digam o que quiserem, mas Mad Max – Além da Cúpula do Trovão ainda é o meu filme favorito da franquia (Me julguem!). Vem dele as frases mais icônicas, um dos vilões mais legais (Quem não gosta do Master Blaster?) e a trilha sonora mais conhecida de toda a série. We Don’t Need Another Hero é um clássico da Tina Turner, e um dos meus temas de filme favoritos de todos os tempos. Tem como ouvir essa música sem lembrar do Mel Gibson no papel de Max Rockatansky?

01. Ray Parker Jr – Ghostbusters (Os Caça-Fantasmas, 1984)

Um dos filmes mais bacana já feito, e que com certeza marcou a infância de muita gente. Os Caça-Fantasmas é um clássico absoluto, daqueles que já não se fazem mais. Engraçado, com um bom elenco, uma boa história e bons efeitos especiais (Que incrivelmente se mantém legais até os dias de hoje), é ao lado de De Volta Para o Futuro e Curtindo A Vida Adoidado um dos filmes que mais assisti na vida. A trilha, uma das mais marcantes dos anos 80, dispensa apresentações. Existe realmente alguém que não conhece essa música? “If there’s somethin’ strange in your neighborhood/Who you gonna call (Ghostbusters!)”

Dá até um aperto no peito saber que tá rolando um reboot desse filme. Por favor, Hollywood, não destrua minha infância.

E de Bônus…

The Beatles – Twist And Shout (Curtindo A Vida Adoidado, 1986)

Curtindo A Vida Adoidado é uma das melhores comédias adolescentes de todos os tempos, e um dos meus filmes favoritos. Ok, Twist And Shout não é exatamente uma música dos anos 80, mas foi provavelmente minha introdução aos Beatles. O filme é cheio de cenas e músicas clássicas (quem não se lembra de Oh Yeah?), mas tem algo mais icônico e nostálgico do que o Matthew Broderick/Ferris Bueller cantando Twist And Shout na parada no meio de Chicago? Simplesmente imbatível!

Bom, é isso, pessoal. É claro que tem muita trilha bacana dos anos 80 que ficou de fora, como Back In Time de De Volta Para o Futuro, Glory of Love de Karatê Kid, ou o tema de Footloose. Mas essas 10 aí são itens obrigatórios na minha playlist. E vocês? Qual trilha sonora dos anos 80 que mais te marcaram? Diz aí.

Até a próxima, galera!

3 Respostas para “Top 10 Melhores Trilhas Sonoras dos Anos 80

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s